Menu | Agrupamento 1316 - Figueira de Lorvão
Redes Sociais | Agrupamento 1316 - Figueira de Lorvão




Anúncios | Agrupamento 1316 - Figueira de Lorvão

PATRONO DA III SECÇÃO


Aqui encontras a história do patrono dos Pioneiros: S. Pedro.


O seu nome original não era Pedro, mas Simão. Jesus Cristo mudou o seu nome para Kepha, que em aramaico significa "pedra", "rocha". A mudança do seu nome por Jesus Cristo, bem como o seu significado, ganham importância quando Jesus diz: "Eu te declaro: tu és pedra e sobre esta pedra edificarei a Minha Igreja e as portas do inferno não prevalecerão nunca contra ela". Jesus comparava Simão à rocha.

Pedro foi o fundador, juntamente com São Paulo, da Igreja de Roma. Foi o primeiro Bispo de Roma – o primeiro Papa. Essa circunstância é importante, pois daí provém a primazia do Papa e da diocese de Roma sobre toda a Igreja Católica.

Antes de se tornar um dos doze discípulos de Cristo, Simão era pescador. Terá nascido em Betsaida e morava em Cafarnaum. Era filho de um homem chamado João ou Jonas e tinha por irmão o também apóstolo Santo André. Pedro era casado e tinha pelo menos um filho.

Segundo o relato no Evangelho de São Lucas, Pedro terá conhecido Jesus quando este lhe pediu que utilizasse uma das suas barcas, de forma a poder pregar a uma multidão de gente que o queria ouvir. Pedro, que estava a lavar redes com São Tiago e João, seus sócios, concedeu-lhe o lugar na barca que foi afastada um pouco da margem.

No final da pregação, Jesus disse a Simão que fosse pescar de novo com as redes em águas mais profundas. Pedro disse-lhe que tentara em vão pescar durante toda a noite e nada conseguira mas, em atenção ao seu pedido, fá-lo-ia.

O resultado foi uma pescaria de tal monta que as redes iam rebentando, sendo necessária a ajuda da barca dos seus dois sócios, que também quase se afundava puxando os peixes. Numa atitude de humildade e espanto Pedro prostrou-se perante Jesus e disse para que se afastasse dele, já que era um pecador.

Jesus encorajou-o, então, a segui-Lo, dizendo que o tornaria "pescador de homens".

Alimentou uma estreita amizade com S. João (Evangelista), que se manteve mesmo após a Ressurreição de Jesus.

Segundo a tradição defendida pela Igreja, o apóstolo Pedro, depois de ter exercido o episcopado em Antioquia, ter-se-á tornado o primeiro Bispo de Roma. Segundo esta tradição, depois de solto da prisão em Jerusalém, o apóstolo terá viajado até Roma e aí permanecido até ser expulso pelo imperador Cláudio. A tradição afirma que depois de passar por várias cidades, Pedro haveria sido martirizado em Roma entre os anos 64 e 67 d.C.

O seu túmulo está localizado na Basílica de S. Pedro, no Vaticano, e foi descoberto em 1950 após anos de investigação.

São Pedro é "pioneiro" de um tempo novo, o tempo da vida "com Cristo", o tempo das primeiras comunidades que partilharam os ensinamentos do Filho de Deus. São Pedro é a rocha sobre a qual a Igreja se começou a erguer e, nesse sentido, ele foi, sobretudo, construtor de comunidade. Em seu redor surgiram outros que, atraídos pelo seu testemunho de vida, descobriram a presença do Senhor Ressuscitado na Igreja, Seu Corpo.